Login  Recuperar
Password
  16 de Julho de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Opinião
Imprimir em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Olhar JSD

Mês da cidade

Nos últimos anos o mês de maio ganhou uma outra dimensão para as Caldas. Tradicionalmente a cidade, neste mês, respira uma outra alegria e uma outra dinâmica, muito proporcionada pelo feriado municipal e pela irreverência do Caldas Late Night. No entanto, durante os últimos anos, houve um claro crescimento (e investimento) do programa de festividades, e temos hoje um mês muito preenchido com eventos que colocam a cidade novamente no mapa nacional, trazendo artistas, convidados e público de todo o país.

19-06-2019 | André Santos, secretário-geral da JSD Caldas da Rainha

André Santos, secretário-geral da JSD Caldas da Rainha
André Santos, secretário-geral da JSD Caldas da Rainha

Durante muito tempo, a cidade conhecia, principalmente, dois grandes momentos festivos. Os dias 14 e 15 de maio são desde sempre o momento alto do município. O tradicional concerto que junta famílias e amigos, novos e velhos, e, para muitos jovens, é o primeiro momento de saída “sem os pais”, apenas com os amigos. Esta é uma recordação transversal a várias gerações. O ponto alto da noite acontece quando todos os olhares se fixam no céu para assistir ao espetáculo pirotécnico. Este era o grande evento das Caldas, sendo das poucas vezes que artistas de renome nacional vinham atuar à cidade.
Mais para o fim do mês de maio, decorre a tradicional festa dos alunos da ESAD.CR, o Caldas Late Night. Um evento que historicamente promove diversas opiniões, mas, aquilo que é inegável é que a Praça 5 de Outubro (a praça “dos bares”), se habituou a receber milhares de pessoas durante os três dias do evento. A irreverência dos artistas atrai adolescentes e adultos provenientes de Lisboa, Leiria e, enfim, um pouco de todo o país, para um festival de mente aberta e com muitos focos de ação.
Hoje, não muitos anos depois, a cidade conhece uma outra vida durante este mês. O projeto Caldas Jovem inicia-se em abril e termina em maio, e conta com diversos eventos orientados para a juventude do concelho. Entre os quais, o Toma Lá Talento, que proporciona aos muitos jovens a oportunidade de mostrar "à rainha aquilo que valem". O World Press Cartoon, que leva a ironia e o sarcasmo característico das caricaturas, ao CCC, num evento com relevância internacional e que este ano conta com a exposição de quase 300 cartoons, de muitos artistas. O Oeste Lusitano, que trouxe ao Parque D. Carlos milhares de pessoas fãs do mundo equestre, e não só, para assistir a espetáculos, a largadas, e para um convívio entre pessoas da área. Uma festa com tradição na cidade e que voltou passados muitos anos, dando mais vida ao nosso Parque.
Ainda na nossa zona verde, uma semana depois decorreu o festival Impulso. O mais recente festival das Caldas, que em dois anos cresceu exponencialmente. Hoje conta com nomes nacionais de vários estilos. Desde Tiago Bettencourt ao representante português na eurovisão, Conan Osiris, são muitos os artistas que atuam os pelos palcos espalhados pela cidade, num evento organizado pelo curso de Som e Imagem da ESAD.CR em parceria com o Centro da Juventude.
Para fechar o mês, os alunos da ESAD.CR abrem uma vez mais as portas das suas casas para partilhar com o público um pouco da sua arte. Música, artes performativas, pintura, design e instalações. O portefólio apresentado pelos estudantes durante o já mencionado Caldas Late Night é muito alargado, tanto quanto as pessoas que visitam a cidade para este evento (já quase trintão).
O fluxo de pessoas promovido por estes eventos ajuda muito o comércio tradicional. Também do ponto de vista cultural, maio, é riquíssimo. As exposições, concertos e os eventos possibilitam aos caldenses conhecer novas áreas, ouvir novas músicas e descobrir novos interesses. A cidade alimenta a sua veia criativa pela troca de experiencias e conhecimentos. É um investimento em que o retorno é difícil medir, mas que está à vista de todos.
Mas o melhor retorno é sem dúvida a felicidade de ver as Caldas com muito movimento. A felicidade de quem volta às Caldas e vê a cidade cheia de vida. Ver no parque famílias a passear e crianças a jogar. É impagável.
Faz lembrar as histórias que os nossos pais e avós contavam. As “Caldas do antigamente” está de volta.
Maio é um mês especial. Cada vez mais. Cada vez melhor.

Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar