Login  Recuperar
Password
  6 de Dezembro de 2019
Estão utilizadores online Existem actualmente entidades no directório

Pode fazer o registo (grátis) do seu mail pessoal/ profissional e ter acesso privado, password e serviços personalizados, nos sites e redes sociais dos jornais. Terá uma assinatura digital de Grupo (gratuita), mas personalizada. Pretende registar-se?

Registar-se com o seu email pessoal/ profissional

(aguarde 5)
Siga a nossa página Facebook Siga a nossa página Google Plus Siga-nos no YouTube Siga-nos no Twitter Dispositivos móveis Assine a edição impressa
Cadaval
Gravar em PDF    Imprimir    Enviar por email   Diminuir fonte   Aumentar fonte

Vencedores do 2º Prémio Literário Fernanda Botelho

Foi tornado público, no passado dia 1, o elenco de vencedores do 2º Prémio Literário Fernanda Botelho, atribuído pela Câmara Municipal do Cadaval e pela Associação Gritos da Minha Dança, entidade detentora da memória da escritora e da Casa Museu Fernanda Botelho, localizada na aldeia da Vermelha, no concelho do Cadaval.

19-12-2018 |

O dia em que a escritora Fernanda Botelho faria 92 anos foi o escolhido para a divulgação dos vencedores. Participaram cerca de 140 candidatos, tendo-se apurado um vencedor de cada categoria, adulta e juvenil.
Na categoria de adultos, o conto vencedor do 2º Prémio Literário Fernanda Botelho foi atribuído ao conto “Espelho”, de Vanessa Mendes Martins, de Condeixa-a-Nova. Com menções honrosas, foram galardoados os seguintes títulos: “Tormento”, de Cláudio Gonçalves Mooca (Brasil); “O velho que trocava bolotas pelas palavras dos poetas”, de Francisco Caeiro, de São Marcos; “A gata à janela”, de Ana Meirelles, de Torres Vedras; “Objeto de carne e osso”, de Gilberto Garcia da Silva, de Praia Grande (Brasil); “O príncipe, a princesa e a estrela”, de Mariana Coimbra, de Pereira; “Aplaudam quem sorri trazendo lágrimas no olhar”, de Arnaud Mattoso, Recife (Brasil); “Crisela”, de Irina Jacinto Sopas, de Almancil.
Na categoria juvenil, o conto vencedor do 2º Prémio Literário Fernanda Botelho foi “Carta de uma joaninha – Morte em Troia”, por Maria Ferreira de Andrade, do Estoril. Com menções honrosas, foram distinguidos, nesta categoria, os seguintes títulos: “Espelho”, de Óscar Ramondes (pseudónimo), e “O homem e a formiga”, de Roberto Saraiva, de Caldas da Rainha.
Tags:
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar Login ou fazer o Registo (Grátis) para poder comentar esta notícia.
pub
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar

    Notícias Institucionais

    A carregar, por favor aguarde.
    A Carregar